Sabe todas as histórias

Carolina, 30 anos, Brasil

Com risco de má-formação do feto, Carolina ficou aliviada ao conseguir abortar com apoio de site: Estou numa relação estável há 4 anos e há 2 parei de usar anticoncepcional hormonal por questões de saúde. Meu parceiro e eu no protegemos de outras formas, mas também já havíamos conversado sobre como lidaríamos como uma gravidez…

Ler mais
Brasil, Amara, 20 anos

Por uma bobeira, engravidei. Com 20 anos, estudante universitária, sem estágio ou emprego e completamente perdida na vida, sem saber pra onde seguir, concluindo o curso sem vontade e perspectivas de conseguir emprego. Fiz o exame de sangue e deu positivo, mas no fundo eu já sabia. Quando vi o resultado, foi o pior dia…

Ler mais
Juca, Brazil, 29 anos

Olá, vim dividir minha história com vocês, pois não somos nem as primeiras, nem seremos as ultimas a passar por essa situação. Não estão sozinhas! Bom, antes de tudo uma coisa que aprendi é não julgar. Não cabe a nós e realmente ninguém sabe por qual situação cada pessoa está passando, quais os seus problemas,…

Ler mais
Vivian, Brazil

Engravidei aos 25 anos. Eu imaginava que esse tipo de coisa nunca aconteceria comigo. última atualização em 08/06/2017

Ler mais
DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO

Por Ceci, de Pernambuco (Twitter: @bipolauren) A gravidez não é algo natural, pelo menos não para todas. Eu sou à favor do aborto, mas não teria coragem de abortar. última atualização em 08/06/2017

Ler mais

última atualização em 02/02/2017

Brenda, Colômbia

Autor: Brenda
Pais: Colômbia

última atualização em 03/02/2017

Não perca a oportunidade de partilhar a sua história

última atualização em 30/01/2017

Tua Voz
Estamos aqui para te apoiar no seu aborto durante o COVID-19.

Estamos acompanhando de perto a propagação do coronavírus a nível global e iremos atualizando nossas informações e serviços de acordo.

Aconselhamos as nossas leitoras a fazer o seguinte:

  1. Leia o nosso último post no blog sobre aborto e COVID-19
  2. Siga as diretrizes de segurança da OMS em relação ao COVID-19
  3. Contate as nossas conselheiras