Direitos Reprodutivos e Acesso ao Aborto Seguro em tempos de Zika

zika8

A safe2choose acaba de lançar um novo site para disseminar informação sobre o vírus Zika. Com a crescente preocupação com o avanço da epidemia, a proximidade dos Jogos Olímpicos dos Rio de Janeiro, e a confirmação da relação entre casos de microcefalia em bebês e a infecção por Zika durante a gravidez pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o site gravidacomzika.org vem para oferecer informação sobre a prevenção do Zika vírus e, sobretudo, para apoiar as mulheres grávidas e fazê-las saber que elas têm direitos reprodutivos e que podem tomar decisões a respeito de seus corpos e seus futuros.

Entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016, o número de mulheres que contataram a safe2choose aumentou 1340%, e o número de pedidos de pílulas do aborto subiu 1933%. Com o aumento no tráfego e na demanda por medicamentos, a safe2choose quer garantir o acesso à informação por parte daquelas que podem ser afetadas pelo Zika.

O número de bebês nascidos com microcefalia aumentou na América Latina, especialmente no Brasil, onde 3.448 casos foram reportados no último ano. Isso intensificou mundialmente o debate sobre os direitos reprodutivos das mulheres, especialmente na América Latina – que reúne algumas das legislações mais restritivas do mundo no que diz respeito ao aborto. Chile e El Salvador, por exemplo, proíbem o procedimento em qualquer circunstância, inclusive casos de estupro e risco para a saúde e a vida da gestante. A única resposta da maioria dos ministérios da saúde à epidemia é recomendar que mulheres em idade reprodutiva evitem uma gravidez por pelo menos 2 anos. Mas isso é uma expectativa irresponsável e ultrajante, uma vez que o acesso a contraceptivos modernos é extremamente limitado, eles não são 100% eficazes e o aborto não é uma alternativa segura ou mesmo legal. Muitos ativistas e alguns dos principais líderes têm questionado a legitimidade de se forçar as mulheres latino-americanas a pagarem o preço de uma política mal sucedida de combate ao mosquito Aedes Aegypti e de uma posição extremamente conservadora sobre saúde sexual e reprodutiva.

Nossa nova página oferece às mulheres informações gerais sobre gravidez, Zika, microcefalia e regiões afetadas, bem como alternativas seguras para as mulheres que estão cogitando um aborto. A mulher que quer saber mais sobre o aborto seguro é redirecionada para o site da safe2choose.org para mais informação. O site gravidacomzika.org está disponível em português, espanhol e inglês.

Se você está grávida e foi infectada pelo Zika vírus, talvez você esteja pensando sobre como isso pode afetar seu futuro e que opções você tem. Se você está considerando um aborto, a safe2choose respeita seu direito de tomar esta decisão e está aqui para apoiá-la. Em nosso site você vai encontrar consultoras treinadas para conversar com você por email, chat ou mídias sociais, informação precisa sobre como tomar as pílulas do aborto e ajuda para ter acesso a pílulas abortivas de qualidade. Um aborto com pílulas é uma maneira extremamente segura e discreta de interromper uma gravidez no conforto da sua casa. Para mais informações sobre como nós podemos ajudá-la, por favor clique aqui – o site está disponível em português, inglês, espanhol, francês, polonês e hindi.

Quer saber mais sobre o nosso trabalho? Por favor, assista esse vídeo (legendas em português, árabe, inglês, hindi, polonês, e espanhol). Você também pode visitar nosso site e seguir-nos no Facebook.