Carolina, 30 anos, Brasil

Com risco de má-formação do feto, Carolina ficou aliviada ao conseguir abortar com apoio de site: Estou numa relação estável há 4 anos e há 2 parei de usar anticoncepcional hormonal por questões de saúde. Meu parceiro e eu no protegemos de outras formas, mas também já havíamos conversado sobre como lidaríamos como uma gravidez indesejada. Combinamos de decidir caso isso acontecesse, mas nunca tivemos problemas em considerar um aborto. Meu ciclo sempre foi irregular, então frequentemente comprava testes de farmácia para ter certeza de que estava tudo bem e, um dia, o teste deu positivo. Senti um misto de sensações. Conversei com meu parceiro e consideramos todos os cenários, apesar de não querer um filho no momento cheguei a cogitar seguir em frente. No entanto, algo foi fundamental para minha decisão: naquele momento, eu fazia tratamento com uma medicação que podia ocasionar má-formação nos fetos, e a possibilidade de ter um bebê com problemas de saúde por esse motivo me abalou. Por isso, optamos pela interrupção.

Tomar essa decisão foi fácil, mas então veio a busca pelo método – neste momento, eu estava de 6 semanas, sentia muita sensibilidade nos seios e enjoos. Fui à minha médica e ela não me apoiou, mesmo com a possibilidade de má-formação. Busquei, então, ajuda em grupo feminista de minha cidade, São Paulo, e me indicaram um dos sites onde é possível solicitar as medicações pelo Correio. Fiz o pedido e elas chegaram em uma semana. Li muitos relatos e me preparei para um dia muito difícil e ruim, com muitas dores. Fiquei em casa e com meu parceiro ao meu lado. Tomei a medicação e dentro de uma hora um sangramento leve começou. Senti calafrios e cólicas, mas foi bem tranquilo, e o sangramento foi se intensificando.

No dia seguinte o sangramento foi mais forte, alguns coágulos saíram, mas tudo estava tão tranquilo que tive minhas dúvidas se havia funcionado. As cólicas duraram, ao todo, menos de 2 dias, e não tomei remédios pois queria sentir a intensidade da dor (que foi fraca), pois para mim esse era um indício de que estava dando certo, e o sangramento (como uma menstruação) continuou por uns 10 dias. Até realizar o ultrassom e ver que tudo tinha dado certo, fiquei bastante ansiosa.

Gostaria que no meu país todas as mulheres pudessem ter acesso ao aborto de forma adequada e segura, como eu tive.

Li muitos relatos de mulheres que sentiram dores horríveis e sangraram muito e para mim foi tranquilo, como se fosse o primeiro dia de uma menstruação intensa. Minha menstruação ‘normal’ veio apenas 2 meses depois e também foi um alívio, pois era um sinal de que as coisas estavam se normalizando em meu organismo. Escrevo esse depoimento pois, às vezes, até me esqueço de tudo que passei. Não sinto arrependimento, nem tristeza, nenhuma questão ética, moral ou religiosa quanto à decisão que tomei. Tive medo em relação à minha saúde e de não conseguir o apoio necessário, mas quando tudo acabou só o que senti foi alívio. Gostaria que no meu país todas as mulheres pudessem ter acesso ao aborto de forma adequada e segura, como eu tive.